TRAIÇÃO IN VITRO

 

O céu azul amplo indecifrável

Cala-se na própria infinitude

Assim como faz a minha alma

Que pode esconder um anjo

Ou pode alimentar o monstro,

A ti em silêncio se dirige

E permite apenas o tom esquivo dos atos.

Que se pudesses conhecer tão vis segredos...

Que se não fosses tão frágil recipiente,

Se não houvesse em teu olhar a luz da ira,

Eu daria a minha essência clara e pura

Para unir-se à tua tão invicta.

Porém, o céu azul amplo e indecifrável

Cala-se na própria infinitude

Assim como faz a minha alma

Que a ti em silêncio se dirige.

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]